Tomada de decisões O gestor de finanças deve se antecipar para que possa tomar melhores decisões. Isso pode ser feito, por exemplo, através da análise de cenários, observando a volatilidade do mercado, os riscos envolvidos nos investimentos, avaliando o custo de financiamentos, dentre outras questões. Todas as importantes decisões relacionadas às finanças dependerão de variáveis complexas, que precisam estar alinhadas com a estratégia do negócio. A análise de investimentos é um dos mais importantes papéis do gestor financeiro e envolve diversos indicadores de performance, como o Playback, TIR (taxa interna de retorno), VPL (valor presente líquido), dentre outros, e para que as decisões sejam concretizadas, o gestor financeiro precisa se munir de informações provenientes de projeções financeiras, por meio de diversos métodos de análise de investimentos, bem como estar a par da estratégia do negócio.

Melhor decisão

Somente após a análise de cada cenário e suas variáveis é que será possível decidir qual será a melhor escolha. Mas, como saber qual a melhor? Será aquela que apresentar maior retorno, ou seja, que traga melhor rentabilidade no menor tempo, com menor risco e que esteja totalmente alinhada com a estratégia do negócio. A melhor decisão deve fazer com que a empresa cumpra seu papel diante de seus stakeholders (investidores, clientes, fornecedores, dentre outros) e com a sociedade como um todo. A estrutura financeira da empresa também deve ser constantemente avaliada pelos gestores financeiros. Os níveis de endividamento com terceiros (passivos) devem ser monitorados bem como o custo deste capital, tendo em vista que o mesmo onera a empresa e, a depender do modo como foram negociados estes contratos, poderão fazer com que a empresa perca competitividade no mercado.

Conhecimentos e experiências

A apuração mensal e análise do resultado econômico e financeiro também é fator primordial para que as decisões estratégicas em finanças sejam assertivas. Conhecer o lucro operacional através da DRE – Demonstração do Resultado do Exercício, projetar cenários financeiros através do Fluxo de Caixa Projetado, entender os ciclos operacional, econômico e financeiro do negócio, conhecer a necessidade de capital de giro, apurar e analisar periodicamente o EBITDA (representa a geração de caixa operacional da organização), entender e avaliar riscos e cenários, dentre outros fatores, compõem o acervo de conhecimentos e experiências necessárias a que sejam tomadas decisões estratégicas em finanças.">
descer
IEL
Compras em uma visão de resultados

A gestão de compras nas empresas tem cada vez mais relação com o desenvolvimento e o sucesso empresarial. No passado, não possuía a mesma atenção e importância dentro da cadeia de suprimentos e do processo decisório da empresa, pois atuava praticamente em uma esfera apenas operacional e de rotina, sem o apoio de indicadores de desempenho capazes de oferecer um acompanhamento de todos os processos e métricas envolvidas.

Com o advento da logística, essa visão vem se revertendo. Chegou-se à conclusão que a arte de comprar não está mais ligada somente a receber solicitações, cotações e realizar fechamento burocrático do pedido. A cadeia logística começa com a necessidade de compras.

A globalização gera mudanças constantes e aumenta a capacidade de informação e conhecimento, facilitando para o profissional de compras saber o que, quando e onde comprar para reduzir custos e gerar renda de forma direta ou indireta para a organização. Com as novas tendências, o como comprar, também se tornou um fator relevante para esse agente principalmente pelos canais e modelos diferentes de comunicação, tais como portais de relacionamento com os fornecedores e autogerenciamento dos estoques. Nesse novo mercado altamente competitivo, temos a própria internet como um novo player para esse tipo de negociação.

A atividade de compras tem por finalidade suprir as necessidades da empresa, mediante a aquisição de materiais e/ou serviços. O objetivo é identificar, no mercado, as melhores condições comerciais e técnicas, já que uma parte do capital da empresa será imobilizado em forma de materiais e produtos. Por isso, é fundamental o acompanhamento constante de prazos de entrega, prazos de pagamento, prazos de validade desses produtos, giro, cobertura dos estoques, curva ABC e sem esquecer fatores intangíveis na negociação como credibilidade, garantia e segurança. Alguns autores costumam afirmar que a importância da área de compras é tamanha que “deve-se abrir um olho para vender e dois para comprar”.

Vários fatores podem contribuir para que a área de compras consiga atingir os objetivos propostos. Existem decisões estratégicas de compras, que definem o que comprar, e as decisões táticas ou gerenciais, que dizem respeito a como comprar, além das atuações e atividades operacionais, que são referentes aos que efetivamente fazem e executam o processo burocrático da aquisição.

O processo eficiente e eficaz de compras pode impactar de forma direta e positiva em várias áreas integradas da empresa, através de informações rápidas e no tempo certo. Quando uma compra é realizada, são transmitidas informações para o setor financeiro, através de contas a pagar; estoques, com a conferência do pedido de compras; PCP na área de produção para casos de compra de matéria prima; logística de transportes, armazenagem e vendas, para mostrar a importância e integração do processo de suprimentos.

Dentro do processo de compras, deve-se considerar a análise das condições comerciais e técnicas através de um plano que dará a sustentação de trabalho a este setor e que atenda a empresa de forma comprometida com os resultados a serem alcançados. Portanto, a prioridade principal da área de compras é proporcionar resultados financeiros para a empresa, através da utilização de técnicas modernas, eficazes e seguras de aquisição de materiais, evitando a ruptura e excesso de estoques, conforme o planejamento prévio de todos os níveis decisórios.

Ernesto Antunes

Sobre o Autor: Ernesto Antunes

Consultor empresarial, instrutor de treinamentos e especialista em Logística Empresarial, responsável pela implantação das mais modernas ferramentas da gestão da qualidade em diversas empresas. Credenciado pelo RETEC do IEL Ceará.
Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *