telefone(85) 4009.6300

Governador Camilo Santana reforça parceria com a indústria do Ceará

29/05/2015 - 14h05

O governador Camilo Santana reforçou na noite de quinta-feira, durante a festa do Dia da Indústria, no La Maison Coliseu, promovida pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), a parceria com a indústria do Ceará, ao anunciar a isenção de ICMS para as empresas micro e minigeradoras de energia no Estado. O pleito havia sido encaminhado no início do ano pelo presidente Beto Studart, como reivindicação do setor industrial ao governo que assumiu este ano.

Camilo Santana destacou ainda em relação a essa aproximação com a FIEC, a criação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e a da subsecretaria de energia, dois outros pleitos do setor industrial. O governador também aproveitou para afirmar que o momento é de dificuldades e tem discutido isso abertamente com a gestão da FIEC, citando a questão econômica agravada pelo quarto período seguido de estiagem pelo qual o Estado vem passando.

A festa indústria, que este ano marcou ainda os 65 anos da FIEC, homenageou os empresários Ivens Dias Branco Júnior, do Grupo M.Dias Branco; Pedro Lima, da Três Corações; e Humberto Fontenele, ex-vice-presidente FIEC, com a Medalha do Mérito Industrial 2015, concedida pela FIEC em comemoração ao Dia da Indústria. Em seu discurso (clique para ver na íntegra), o presidente da FIEC, Beto Studart, destacou que o empresariado não pode se "aquietar diante do descalabro de conchavos em gabinetes de políticos inescrupulosos, que, de forma inconsequente, trazem vantagens pessoais, em detrimento dos interesses maiores da sociedade. É imperativo que nós, empresários, industriais, cidadãos de bem, tomemos partido. O partido da ética, da moral, da decência, do respeito ao que é público, ao que é de todos".

Já Ivens Júnior, que falou em nome dos homenageados, ressaltou "que somos felizes a medida em que, ao chegar à idade madura, podemos fazer uma boa imagem de nós mesmos, reconhecendo que temos sido orientados por valores elevados, aspirações justas, impulso criativo e, sobretudo, por um inerente propósito de compartilhamento e solidariedade". Destacou ainda que para ele, "o sentimento de certeza a esse respeito chega muito mais cedo do que eu poderia esperar através da honra com que fui distinguido pela FIEC".

Representando o presidente da CNI, Robson Andrade, o ex-presidente da FIEC, Roberto Macêdo, ressaltou, citando palavras do próprio dirigente da CNI, que a FIEC tem sido uma importante protagonista do desenvolvimento do Ceará. Macêdo, referindo-se ainda a Robson, destacou que a história ensina que não se constrói um país sem uma indústria forte.

Medalha do Mérito Industrial

Instituída pela FIEC em 1974, a comenda presta homenagem a empresários e personalidades com atuação marcante no impulso do desenvolvimento econômico do Ceará por meio de relevantes serviços prestados ao setor industrial cearense.

Em 2014, foram homenageados o governador Cid Ferreira Gomes, Francisco Demontiê Mendes Aragão, do setor de pedras ornamentais, e o ex-presidente do Simec/CE, Valdelírio Pereira de Soares Filho, fundador da Microsol. Em 2013, receberam a medalha, os industriais Ana Lúcia Mota, da Cerbras, Waldyr Diogo de Siqueira Filho, da área da construção civil, que participou por vários anos da diretoria da FIEC, e, in memoriam, o empresário Flávio Barreto Parente, falecido em 28 de dezembro de 2012.


Os homenageados:

 

Humberto Fontenele

Humberto Feijó Fontenele, 85 anos, nasceu na cidade de Martinópole, interior do Ceará, e tem sua trajetória profissional ligada à exportação de castanha de caju, começada com seu pai, Florêncio Batista Fontenele, que inaugurou uma casa comercial homônima nos sertões de 1922. Com a morte do pai, em 1950, Humberto Fontenele assumiu os negócios da família, constituindo-se presidente do Grupo Humberto Fontenele. O grupo atuou nas áreas agrícola, da construção civil e de serviços. Humberto Fontenele destacou-se em atividades classistas, sindicais e consulares, em mandatos como vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, presidente da Associação Comercial do Ceará e diretor do Centro dos Exportadores do Ceará.

Pedro Lima

Pedro Alcântara Rego de Lima, 50 anos, natural de São Miguel, interior do Rio Grande do Norte, tem a indústria do café como principal atividade comercial. Pedro Lima e dois dos sete irmãos, Paulo Lima e Vicente Lima, estão à frente do atual Grupo 3 Corações. A empresa conta com 25 centros de distribuição pelo País e chegou à liderança do mercado nacional de café. Tem mais de 4.800 colaboradores e faturamento acima de R$ 2 bilhões (números de 2014).
 

Ivens Dias Branco Júnior

Francisco Ivens de Sá Dias Branco Júnior, 54 anos, é, desde meados de 2013, diretor presidente do Grupo M. Dias Branco, o maior fabricante de massas e biscoitos da América Latina. Ivens Júnior assumiu o lugar do pai depois de trabalhar 37 anos na empresa e dirige um grupo composto por 14 fábricas e 13 unidades de comercialização e distribuição e, além de alimentos, tem negócios nas áreas de construção civil, hotelaria, infraestrutura e cimenteira.

 

      

 

 

Acompanhe o Sistema FIEC nas redes sociais:

  • CENTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS: Facebook
IEL - Instituto Euvaldo Lodi Núcleo do Ceará | CNPJ: 07.084.577/0001-78
Av. Barão de Studart, 1980 - Mezanino - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
POLÍTICA DE PRIVACIDADE & COPYRIGHT